quarta-feira, 27 de abril de 2011

Jogo rápido

não consigo te deixar. não conseguiria. não te deixaria. não suportaria a dor e o arrependimento que me inundariam, declarando naufrágio e falência completa de todos os sentidos. por mais que sua presença ainda me doa, não imagino estar ao lado de sua ausência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário