domingo, 23 de dezembro de 2012

Quaresmeira

Flores de verão e folhas de outono, não importa a estação, eu espero sempre pronto. Não importa a situação, não tem regra, só intenção, não tem pressa, só vibração. Amor de verdade ou amor de verão, não importa! Me liga mais tarde, não esquece não... Canta samba, dança reggae, escuta rock e eu faço preces: não esquece não! É corda bamba seu vestido leve, lembro do toque do labio de neve. Não esqueço não.

Vento terral traz, onda no mar faz a cabeça da galera, na minha só você. Não brinque de se esconder, não brinque com meu coração, flor de meu verão. Você é a sensação, chuva pro sertão e milagre da vida, devolveu a minha e me entregou a sua.

Linda menina, não esqueça nunca, não esqueça de ser o que você quer. Não esqueça de ser quem você é, não esqueça de ser minha, minha flor do verão.

Bem-me-quer, mal-me-quer... Mal te vi e ja te quis, agora mal posso esperar pra te ver chegar, pro telefone tocar, pra porta abrir e na sequencia te fazer entrar, me fazer sorrir e cantar. Grite que mal-me-quer, diga que bem-me-quer, mas nunca esqueça de ser quem você é!