terça-feira, 25 de junho de 2013

Filho

Deixo as estrelas caírem aos meus pés
e os tragos do cigarro me tranquilizarem
transcendendo a máxima que disseram
calma na alma, amor e paz.

Um samba-rock no estúdio
a cabeça de vez nos estudos
a minha coroa não me deixa esquecer
que preciso disso pra poder crescer.

Sou moleque e irresponsável, eu sei,
no reino da preguiça, eu sou o rei,
alguns querem que eu diga que mudei
mas sou exatamente o que sempre sonhei.

Durmo tarde, acordo tarde, sem sonhar,
acordado alcanço meu nirvana pessoal
choro quando tenho vontade de chorar
e me calo pra poder melhor me escutar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário