terça-feira, 25 de junho de 2013

Vamos devagar

Calma, amor, vamos devagar. Eu sei, você gostou mas vamos devagar. O dia passa e a noite vai chegar, aí a gente se encontra no mesmo lugar pra te perguntar sobre o seu dia, e dizer que bem que você podia me dar aquele beijo de despedida sem precisar estar de saída. Você se amarrou, eu sei, mas vamos devagar. Se tá na chuva é pra se molhar, eu sei, mas vamos devagar. Nós vamos ficar, nós vamos. Nós vamos dançar, nós vamos. Não tem problema em fazer planos, mas por outras vidas já passamos, então vamos devagar só pra não se machucar. Eu vim foi pra ficar, então não precisa duvidar. Vamos fazer amor, nós vamos. Caminharemos na praia, nós vamos. Não é por acaso ou por engano, nós somos o que somos, então vamos devagar só pra poder voar. A gente fica assim juntinho colado, rosto a rosto, perna trocada pra sentir o seu gosto. Escorados na janela, na cozinha cravo e canela, na cama homem e mulher; é o que todo mundo quer -felicidade de domingo a domingo. Não estou nem um pouco arrependido, muito menos apressado. Esqueça o passado e vamos devagar, um passo por vez, esqueça a timidez e vamos a vida inteira juntos ficar. Assim devagar pra nunca atrasar. Sem pressa mas com a certeza de que iremos chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário