quarta-feira, 3 de abril de 2013

Perigoso mantra dentro de você

Encarcerado, acorrentado, esquecido e isolado. Batendo forte e endiabrado, batendo forte a toda hora, bate, espanca e não assopra. Machuca por dentro. O que virá agora?
"Segura a onda! "Deixa seguir", "Esquece", "Não esquenta".
Mas não é isso, posso sentir.
A onda bate
bato de volta
ninguém se sai
olhe sua volta
a harmonia então
dependerá talvez
do sim ou não
insensatez
aí se solta, alaga, emerge, traz de volta a peste,
volta o tempo, voltam as horas
tortos olhos a sua volta
ninguém se fere tanto
quanto você mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário