terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

desempate

Não sei porque você ainda insiste com esses seus joguinhos. Será que você não consegue perceber que eles não são mais necessários? Será mesmo que você ainda não viu que eu já cansei deles? Começou chegando devagar, manteve o ritmo e nem precisou dar bote algum, eu já cai de cabeça em suas armadilhas traiçoeiras e perfumadas.

Você me disse que queria me ter nas mãos, mas já estou aos seus pés! Então me diga logo o que você ainda quer de mim? Quanto tempo falta para acabar esse interminável segundo tempo? Não vejo a hora desse jogo idiota acabar e eu poder te levar logo lá para casa para dar início aos acréscimos; marcar minha volta por cima e sair logo desse empate.

Deixa de arrodeios e esquivas, e me liga pra dizer que comprou o vinho que eu gosto e que ainda está esperando por mim. Eu parei na sua!

Nenhum comentário:

Postar um comentário