segunda-feira, 20 de junho de 2011

Conspiração

eu demorei para perceber. precisei lamentar-me bastante por não ser completamente feliz e raclamar por dias seguidos da minha tristeza e solidão. doía tanto estar sozinho que não conseguia me imaginar sendo feliz novamente. isso mesmo. novamente. fui mais um do clube dos mais felizes do mundo e lembrei do amor que jurei ser por toda a eternidade. forcei sorrisos de frente para o espelho e percebi que quando eu estava com você, até os sorrisos que eu tentava disfarçar quando você falava alguma coisa sem sentido, eram mais espontâneos e mais cheios de vida.

o meu barco já era muito pequeno normalmente, mas depois de um tempo nele já não cabia tanta tristeza. a lua apaixonada chorou tanto que do seu pranto nasceu o mar. o samba antigo da minha viola insistia em tocar versos que me deixavam ainda mais apreensivo. nunca tinha percebido que o telefone é perto demais do sofá onde costumo domingar sofrendo com os jogos do vasco. o telefone que aproximaria a distância e, talvez, alivaria esse aperto que dói tanto em meu peito, é o mesmo telefone que pode trazer mais dor em toques inacabáveis sem-respostas. melhor deixar assim mesmo.

vou para a praia no final de tarde. as ondas que insistem em me levar parecem querer me avisar para sair correndo dali para outro lugar. elas vinham inconstantemente sem parar, parecendo que estavam insistindo no que queriam me dizer. o pôr-do-sol e as rodas de altinha olhavam pra mim com olhos misturados de raiva e dó. o céu tomou-se pela escuridão. ai veio novamente a lua, que me fez prometer ir atrás de quem eu sentia tanta falta. em troca ela pararia de chorar e de inundar cidades inteiras. constelações me levavam ao seu encontro e até o seu jardim sorriu pra mim. toquei a campainha e, como se estivesse a minha espera, você veio correndo atender a porta.

2 comentários:

  1. Que lindo,mt mt mt lindo. Sou sua fã! May

    ResponderExcluir
  2. não sei se é a musicalidade intencional de seus textos, mas sempre que os leio lembro de alguma música.

    ResponderExcluir